Notícias

30/04/2019

Governo apresenta plano de recuperação da PR-280

O governador Carlos Massa Ratinho Junior vai anunciar na próxima semana um grande investimento em conservação e recuperação de rodovias que exercem a função de corredores de transporte regionais ou estaduais.

A informação foi oficializada nesta terça-feira (30), no Palácio Iguaçu, pelo chefe da Casa Civil, Guto Silva, e pelo secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, em reunião com prefeitos e lideranças políticas e empresariais do Sudoeste.

Só para a PR-280, artéria que corta a região e uma das rodovias com maior número de problemas e acidentes, serão destinados R$ 100 milhões para obras emergenciais. Trata-se da primeira etapa do plano de recuperação da PR-280, que foi apresentado durante a reunião.

“Temos uma rodovia com mais de 30 anos, que não comporta o fluxo e o dinamismo do Sudoeste. Vamos começar com o programa de recuperação e, ainda este mês, licitar os projetos executivos dos trechos mais críticos, alguns com terceiras faixas e outros com duplicação”, afirmou o chefe da Casa Civil.

Esses trechos serão definidos em conjunto com os prefeitos, sociedade civil organizada e deputados representantes da região. “Com os projetos executivos prontos vamos destinar parte do orçamento para recuperar e ampliar a rodovia. Estamos muito confiantes de que trabalhando junto com a sociedade e as lideranças políticas vamos resolver esse problema histórico e dar segurança para a população do Sudoeste”, disse Guto Silva

CONCESSÕES FEDERAIS

Em paralelo ao trabalho feito pelo Estado, o secretário de Infraestrutura e Logística afirmou que as negociações com o governo federal para incluir a PR-280 no pacote de concessões do Ministério da Infraestrutura estão bastante adiantadas, e que o valor da tarifa será, no mínimo, 50% mais baixo do que os cobrados atualmente nas rodovias pedagiadas do Paraná.

Embora seja uma opção para resolver de forma definitiva a situação da rodovia, Sandro Alex garantiu que a decisão de implantar pedágio na PR-280 não será tomada sem ouvir a população.

DESENVOLVIMENTO - “Precisamos ter rodovias modernas, com mais capacidade de fluxo e segurança para atender e promover o desenvolvimento da região”, disse Alex, acrescentando que estudos apontam que onde falta infraestrutura o IDH é baixo. “Ninguém se estabelece onde não tem logística”, acrescentou.

Opinião partilhada pelo representante da Federação das Indústrias do Paraná, João Arthur Mohr. Segundo ele, a primeira pergunta dos empresários que querem se instalar no Estado é: como chego na minha indústria? “Sem acesso não é possível instalar uma indústria”, disse.

Mohr ofereceu apoio técnico da equipe da Fiep e elogiou o modo como a questão está sendo conduzida pelo governo. “O grande diferencial é que estamos conversando aqui no início do processo e não no meio ou no final”.

Para o presidente da Agência de Desenvolvimento do Sudoeste do Paraná, Gilmar Ribeiro de Mello, a disposição do governo em apresentar propostas e ouvir é um sinal de que será possível buscar uma solução que atenda a todos. “Reuniões como essa são importantes porque as lideranças podem debater junto com o governo uma solução plausível, que não seja imposta”, disse.

PARTICIPAÇÃO - A reunião também contou com as presenças dos prefeitos dos municípios de Mariópolis, Vitorino, Palmas, Renascença, Pinhal de São Bento, Clevelândia, Marmeleiro e do vice-prefeito de Pato Branco, dos deputados estaduais Anibelli Neto, Luciana Rafagnin, Luiz Fernando Guerra, Nelson Luersen, Paulo Litro e Wilmar Reichembach. Também estiveram presentes o representante da Associação de Municípios do Sudoeste, o presidente da OAB de Pato Branco e representantes de vereadores da região.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.