Emílio Hoffmann Gomes

Emílio Hoffmann Gomes, nasceu em Ponta Grossa, Paraná, a 19 de julho de 1925, filho de Ezequiel Gomes e Maria Hoffmann Gomes. Fez o curso fundamental na cidade de Irati, transferindo-se depois para Faculdade de Engenharia do Paraná, tendo obtido grau em 1949.

Começou muito cedo na função pública como auxiliar de engenheiro do Departamento de Água e Energia Elétrica do Estado.

Em 1961 filiou-se ao Partido Democrata Cristão e disputou as eleições para a Câmara dos Deputados.

Eleito e reeleito duas vezes, cumpriu com eficiência três mandatos parlamentares, tendo ocupado cargos na comissão executiva daquela Casa do Congresso Nacional.

Exerceu ativa participação nas comissões técnicas. Integrou algumas comissões parlamentares de inquérito, entre as quais a que tratou das questões da Rodobrás e da indústria automobilística. Como representante da Câmara dos Deputados, em 1967, participou da Reunião Plenária do Parlamento Latino-Americano em Quito, Equador. Posteriormente, na Guatemala.

Com a vacância do governo, face a morte prematura do governador Pedro Viriato Parigot de Souza, Emílio Hoffmann Gomes foi eleito, por via indireta, pela Assembléia Legislativa, para cumprir o restante do mandato governamental. Sua eleição foi tranqüila, dado o seu alto conceito na política paranaense e nacional, e porque representava a continuidade do processo de pacificação política em andamento.

Realizou um governo profícuo e sem turbulências. Atingiu muitas das suas metas, anunciadas ao empossar-se, entre as quais as de incorporar o Paraná ao processo do desenvolvimento nacional; aprofundar o entrosamento entre o governo e a iniciativa privada, com o propósito determinado de otimizar a eficiência da economia como sistema; fortalecer a base econômica do Estado e a expansão de seus centros de crescimento, aproveitando as oportunidades de suas potencialidades naturais e locais e, finalmente, conjugar esforços para atender aos crescentes reclamos sócio-culturais do Estado.

Deu prioridade à implantação de cidades industriais, reforçou o apoio governamental à agricultura, desenvolveu inteligente política municipalista, investiu na educação e cultura, enfim, tendo de lutar contra um período curto de governo, mesmo assim deixou sinais indeléveis da sua capacidade de trabalho.

Nomeado mais tarde, auditor do Tribunal de Contas do Paraná, onde se aposentou.

Biografia: História biográfica da república no Paraná.
Foto: Galeria do Salão dos Governadores do Palácio Iguaçu,reproduzida pro Simone Fabiano.
Recomendar esta página via e-mail: