Orlando Pessuti

Médico veterinário, formado pela Universidade Federal do Paraná, o governador Orlando Pessuti tem sua história de vida ligada ao campo e à agropecuária, tanto como extensionista da Emater, quanto em seus 27 anos ligados à política. Exerceu cinco mandatos como deputado estadual e sete anos como vice-governador - em quatro destes comandou a Secretaria de Estado da Agricultura.

Na Assembleia Legislativa, Pessuti ocupou a presidência da Casa de 1993 a 1995 e desde o seu primeiro mandato presidiu várias comissões parlamentares, entre as quais se destacam as de Agricultura, Indústria e Comércio, Ecologia e Meio Ambiente, Saúde Pública e a de Recursos Humanos, tendo ocupado também o cargo de relator-geral da Comissão Especial da Lei Orgânica dos Municípios, em 1985.

Orlando Pessuti nasceu no dia 10 de março de 1953, em Califórnia – na época distrito de Apucarana. Filho de Natal Pessuti e Idalina Pinese, Pessuti é casado com Regina Fischer Pessuti, com quem tem três filhos: Orlando Moisés, Bruno Eduardo e Artur Felipe. Formado em Medicina Veterinária pela UFPR, faz parte do quadro efetivo da EMATER-PR.

Em 1977 foi eleito para o cargo de presidente da Casa do Estudante Universitário (CEU), para o período 1977/1978.

Em 1982 foi eleito pela primeira vez para o cargo de deputado estadual, com 21.092 votos, tendo como base eleitoral o Vale do Ivaí.

Em 1986 foi reeleito para o cargo de deputado estadual e constituinte, com 37.723 votos.

Em 1986 idealizou o Bloco Parlamentar Agropecuário da Assembléia Legislativa do Estado do Paraná, com o objetivo de defesa dos interesses dos produtores rurais, sob sua presidência até o ano de 2002.

Em 1987 foi eleito presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária, para o triênio 1987/1990.

Em 1988, como deputado estadual constituinte, participou da elaboração da Constituição do Estado do Paraná.

Em 1989 foi eleito 2º Vice-Presidente da Casa.

Em 1990 conquistou o terceiro mandato de deputado estadual, eleito com 21.713 votos, sendo o 6º mais votado do Estado.

Em 1991 foi escolhido como líder do governo e líder do PMDB pela bancada do partido.

Em 1993 foi um dos idealizadores do Copasul (Conselho Parlamentar do Sul) que surgiu em Curitiba, a partir de encontro dos presidentes das Assembléias Legislativas do RS, SC, PR e MS, com o objetivo de estimular o intercâmbio entre os legisladores destes Estados. Em 2000, o Conselho passou a denominar-se Parlasul – Parlamento do Sul.

Em 1993 foi eleito presidente da Assembléia Legislativa do Estado do Paraná, cargo que ocupou até fevereiro de 1995; durante viagem do ex-governador Mário Pereira ao exterior, de 21 a 27.10.94, assumiu interinamente o Governo do Paraná.

Em 1994 foi reconduzido à Assembléia Legislativa, com 44.399 votos, ficando entre os cinco candidatos mais votados em todo o Paraná.

Em 1998 foi reeleito, pela 5ª. vez, como deputado estadual pelo PMDB, com 30.801 votos.

Em 1999 foi eleito líder do PMDB na Assembléia Legislativa.

Em 1999 foi eleito 1º vice-presidente da União Nacional dos Legislativos Estaduais – UNALE, durante encontro de parlamentares em Recife – PE.

Em 1999 foi eleito para presidir a UNALE.

Em 2000, passou a compor o Comitê Executivo da Confederação Parlamentar da Américas – COPA, entidade que reúne representantes das 3 Américas e que tem por função, inclusive, discutir a Área de Livre Comércio das Américas – ALCA.

Em 2002, presidiu a CPI dos Alimentos, mais conhecida como a CPI do Leite.

Em 2002 foi eleito vice-governador do Estado do Paraná, com o governador Roberto Requião.

Em 2003 foi nomeado pelo governador Roberto Requião como Secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento do Paraná.

Em 2003 assume a presidência do Conselho de Administração das empresas Ceasa, Claspar, Codapar, Emater-Pr e Iapar.

Em 2006, reeleito para o cargo de vice-governador do Paraná, com o governador Roberto Requião.

Em 2007 foi nomeado pelo governador Roberto Requião para a função de Coordenador do Conselho Revisor do Governo do Paraná.

Em 2008 foi nomeado pelo governador Roberto Requião para Coordenador do Comitê Executivo para Assuntos da Copa do Mundo FIFA-2014, no Paraná.

Em 2009 assume, pela 32ª vez, em caráter de interinidade, o Governo do Estado do Paraná.

Em 2010, no dia 01.04.2010, assumiu definitivamente o Governo do Estado do Paraná, em função da renúncia do governador Roberto Requião.

Nesses anos de atuação política, o governador Orlando Pessuti participou de diversas missões oficiais ao exterior, congressos e simpósios, com o objetivo de demonstrar a pujança do nosso Estado a investidores nacionais e estrangeiros.

Desde o seu primeiro mandato, ocupou a presidência de várias comissões parlamentares, entre as quais se destacam: de Agricultura, Indústria e Comércio; de Ecologia e Meio Ambiente; de Saúde Pública e de Recursos Humanos, tendo ocupado, ainda, o cargo de relator-geral da Comissão Especial da Lei Orgânica dos Municípios, em 1985.


Biografia: Secretaria de Estado da Comunicação Social
Foto: Oficial
Recomendar esta página via e-mail: